Rede municipal de ensino terá mais de 4 mil novas vagas

2

Somente este ano a Prefeitura vai criar mais de 4 mil novas vagas no ensino público de Belém e das ilhas. Serão construídas com recursos próprios, de 11 unidades de ensino, sendo cinco Escolas de  Ensino Infantil e Fundamental e seis Unidades de Educação Infantil (UEIs), antigas creches. A primeira a ser entregue, no próximo mês, será a Escola Municipal Pratinha II, no bairro da Pratinha, em Icoaraci, com 700 vagas. Teste.

As seis novas Unidades de Educação Infantil vão beneficiar os bairros de Águas Lindas, onde será construída a UEI Jardim Nova Vida; Icoaraci, com a UEI Avertano Rocha; o Tenoné, com a construção do Campus Elisios, o Tapanã, com a UEI Comunidade Vitória e Mosqueiro, com as UEIs Maroja Neto e Rotary.

Na Educação Fundamental, a Prefeitura vai entregar as escolas Ayrton Senna, no Tenoné, Manoela de Freitas, em São Brás, Águas Negras, que traz em seu nome, o nome do bairro e Solerno Moreira, no bairro da Terra Firme. Todas as escolas serão entregues ainda este ano.

A Prefeitura também vem somando esforços junto ao Ministério da Educação por meio do programa ProInfância para aumentar o número de UEIs em Belém e nas regiões das ilhas. O ProInfância é um programa de assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios para a construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas públicas da educação infantil. Em 2013 a Prefeitura inscreveu dezesseis projetos de construção de novas UEis, desse número oito estão em fase de análise documental no MEC.

Para ter os projetos aprovados é necessário que os terrenos estejam de acordo com as exigências do Ministério, como por exemplo, a posse do terreno pela Prefeitura, com dimensões mínimas de 40m x 70m e 45m x 35m.

Para a diretora de educação da Semec, Socorro Aquino, a construção de novas Unidades de Educação Infantil garantirá o direito que toda criança possui, garantido na legislação. “A nossa meta para o ano em que Belém completará 400 anos é fazer com que todas as crianças em idade escolar estejam na escola, como determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Com essa conquista, seremos felizes,enquanto gestores de Educação no município, em dar esse presente a toda a sociedade”, afirmou.

Socorro Aquino enfatiza também a importância e o impacto tanto na vida social das crianças quanto na qualidade de vida das famílias, com a disponibilidade dos espaços educativos. “Queremos nossas crianças na escola, assim elas ficam muito menos vulneráveis à marginalidade. Queremos dar às mães a opção de deixar os seus filhos em nossas unidades de ensino, que possuem toda a infraestrutura humana e física, para que possam buscar o sustento de sua família e uma melhor qualidade de vida. Isso é o que a gestão está trabalhando para alcançar”, ressaltou.

Compartilhar:

2 Comentários

Deixe seu comentário

Acessibilidade